• Alex Fraga

Opinião – Cello Lima, um artista e a bela pluralidade de cores!


Leonardo da Vinci disse que “a pintura é a poesia mais vista do que sentida, e a poesia é a pintura que é sentida e não vista”. Em Dourados (MS), um artista faz de sua pintura uma poesia nos olhos daqueles que têm ou já tiveram a oportunidade de ver seus trabalhos. Cello Lima é desse cara que enche os olhos e abriga dentro de si aquela verdadeira paixão sobre a cultura. Acredito que ele tem em seu maior ponto artístico a visão pela terra e os pequenos detalhes que para muita gente passam desapercebidos. Diferenciado e lutador, é sem dúvida um dos principais artistas plásticos de Mato Grosso do Sul. O lado artesanal em suas obras chama sempre a atenção. Lembro-me em 2006 quando da sua exposição intitulada “Cores do Chão”, o artista encantou a todos com suas obras de uma visão contemporânea que evidenciava principalmente esse espaço geográfico tão vago por muitos e não para esse excepcional talento. É necessário valorizar Cello Lima que é um verdadeiro gigante da arte plástica regional que vive no interior do Estado mostrando que vale a pela sim lutar pela cultura independentemente da cidade onde reside e até mesmo da pouca valorização que os órgãos culturais normalmente dão. O colorido, a versatilidade e a inusitada mistura de elementos fazem deste artista plástico sem dúvida algo ímpar em todos os sentidos que a arte pode trazer para os corações das pessoas. Não há limite e nem distância em sua arte. Dourados e o Mato Grosso do Sul têm que dar mais valor a esse maravilhoso artista. Como a arte plástica é uma expressão que descreve um tipo específico de criação do ser humano, manifestada através do uso de diversos materiais, com certeza é o puro retrato de Cello Lima. Que novos e bons sonhos iluminem cada vez mais esse artista!

122 visualizações

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W