• Alex Fraga

Opinião - Show mostra que é possível fazer eventos na pandemia

O show do pastor Daive Leonardo que ocorreu no último sábado (28) no Ginásio de Esportes Dom Bosco, promovido por Pedro Silva Promoções e Jamelão mostrou que é possível fazer eventos na pandemia. Seguindo todas as medidas de distanciamento, uso obrigatório de máscaras, álcool gel, checagem de temperatura, controle e saída em banheiros, cerca de 1.500 pessoas puderam ouvir as palavras do pastor com toda a tranquilidade, obedecendo os critérios colocados pela organização. Essas medidas consideradas até rígidas por alguns, são extremamente importantes para que o público possa sentir bem e ver um bom espetáculo.

No entanto, é primordial seguir as orientações e ter educação, algo que infelizmente não está ocorrendo em vários bares com música ao vivo em Campo Grande, onde não há controle, fiscalização e muito menos o uso de máscaras. Com essa pandemia, o segmento de eventos sofreu drasticamente. Acredito que para diminuir os impactos, é necessário sim um trabalho conjunto entre aqueles que apoiam o setor de eventos e negócios, além é claro, que as pessoas tenham consciência de todos os cuidados na saúde. Necessário trabalhar junto e elaborar políticas assertivas para recuperação dessa área. O que não pode ocorrer é justamente essa liberação geral e aglomeração nos bares, principalmente naqueles que preferem o dito “sertanejo universitário” e o pagode. A realidade é que não existe nenhuma preocupação dos proprietários e dos próprios músicos em exigir medidas restritivas nesses “encontros musicais”. Outra coisa: de um lado os empresários da noite em sua maioria (nem todos) querem recuperar as perdas dos meses de proibição de músicas ao vivo em seus estabelecimentos e de outro lado, artistas aceitam até mesmo cachês irrisórios no intuito de ganhar um pouco mais nesse período. E tudo piora. Lembramos que muitos desses artistas já estão recebendo o incentivo da Lei Aldir Blanc que garante uma renda emergencial para os trabalhadores de Cultura. Tudo pode funcionar direito caso ocorrer seriedade no trabalho como aconteceu no último evento de Daive Leonardo. Nesse tempo de pandemia, as adaptações são fundamentais para a sobrevivência dos negócios. Empresários “gananciosos” e artistas “desesperados” são os que mais prejudicam os outros que fazem e desejam realizar um trabalho correto. É ó refletir e fazer o certo, pois todos irão ganhar com isso!

100 views0 comments

© 2023 por O Artefato. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W